Notícias

Resenha Botecar: festa de encerramento do festival agita Parque das Mangabeiras

IMG_6506red

Banda do Síndico cantou sucessos da carreira de Tim Maia – Foto: André Correia

Realizada no último sábado (23), a festa de encerramento do Festival Botecar 2015 reuniu 4 mil pessoas no estacionamento do Parque das Mangabeiras, em Belo Horizonte. O evento contou com a presença de 30 dos 55 estabelecimentos participantes e teve ainda as apresentações da Banda do Síndico – formação que reúne alguns dos músicos que tocaram com Tim Maia na antiga Vitória Régia – do Bloco Chama o Síndico, Sarau Brasileiro e do Grupo Matraca.

Além de celebrar a culinária mineira, o Resenha Botecar revelou os vencedores do concurso de Melhor Prato e ‘Chefia Camarada’. O primeiro lugar desta edição ficou com o Boteco da Carne e o prato “Divino Adão e Eva no Paraíso”, que buscou inspiração em Divinópolis. Composto de Carré de porco, acompanhado de purê de mandioca e paçoca de carne de sol com geleia de pimenta, o prato do bar localizado no Lourdes recebeu as melhores notas desta edição. (mais…)

DiamondMall recebe exposição “Retratos de Família”, de Fernando Martins

O DiamondMall abriu na última terça-feira (28) a mostra “Retratos de Família”, do fotógrafo Fernando Martins, composta por diversas fotos de nomes conhecidos de Belo Horizonte, como Rogério Fernandes, Cris Carneiro, Cris Guerra, Paulo Santos, Josefina Cerqueira, juntos de seus familiares. A mostra inédita faz parte da campanha dedicada ao dia das mães e foi escolhida com o objetivo de homenageá-las e mostrar os diferentes tipos de famílias.

Fernando Martins, autor da mostra "Retratos de Família" - Foto: Carol Reis/Divulgação DiamondMall

Fernando Martins, autor da mostra “Retratos de Família” – Foto: Carol Reis/Divulgação DiamondMall

O coquetel de abertura da mostra contou com a presença dos fotografados, que passeavam pelos corredores como se tivessem saído das fotografias, além de amigos do fotógrafo, jornalistas e outros convidados. Destaque para as crianças, que adoraram se ver nos quadros e posar para mais fotos. Fernando Martins explica que o trabalho nasceu da percepção de todos sobre câmeras. “Fazemos selfies, fotos de viagem e outra infinidade delas, mas não temos retratos perenes, aqueles que vão ficar como relíquia”, afirma o fotógrafo.

Miguel Aun, Fernando Martins e Guilherme Horta - Foto: Carol Reis/Divulgação DiamondMall

Miguel Aun, Fernando Martins e Guilherme Horta – Foto: Carol Reis/Divulgação DiamondMall

“Sempre nos preocupamos em promover eventos que proporcionem cultura e lazer. Nesta ocasião, buscamos enaltecer a relação entre as famílias, independente do tamanho e formação”, comenta a gerente de Marketing do DiamondMall, Flavia Louzada. A fotografias em preto e branco, muito bem montadas por Guilherme Horta, parecem flutuar pelos corredores, dando total destaque para os retratados, que aparecem nas imagens em momentos de descontração e interação entre gerações.

A mostra fica no shopping até o dia 10 de maio e pode ser visitada durante seu horário de funcionamento, das 10h às 22h. Confira abaixo algumas das fotos que compôem a mostra.

Este slideshow necessita de JavaScript.


André Correia é co-fundador do Lavanderia, está a frente deste blog e escreve algumas das matérias e notícias apresentadas aqui. Paralelamente, se arrisca comentando os assuntos que gosta, como música, televisão e fotografia, além de crônicas sobre o cotidiano da profissão.

Coletivos de BH operam com “ocupação dentro da média de capacidade”, segundo BHTrans

Na prática, passageiros encontram ônibus lotados e têm que se apertar para não esperar mais tempo nos pontos

ônibus_5201

Dezenas de passageiros se espremem de forma desconfortável nos ônibus da capital – Foto: André Correia

Tema de constantes discussões, a mobilidade urbana nas metrópoles é um desafio para as autoridades e um problema para os moradores destes grandes centros. Apesar das promessas de melhoria para a Copa do Mundo, realizada no ano passado, que deveriam servir de legado para a população, muitos problemas ainda ocorrem no dia a dia dos usuários de ônibus de Belo Horizonte. Atrasos nos ônibus e veículos superlotados, que passam direto pelos pontos, são dois exemplos enfrentados diariamente pela população da capital mineira.

Linhas que passam em importantes vias, como a Avenida Raja Gabaglia, a Rua São Paulo e Avenida Amazonas, têm diversas reclamações deste tipo. Nos pontos, a linha 4110 (Belvedere/Dom Cabral) é uma das mais comentadas. A linha atende usuários que voltam da Faculdade Milton Campos e do BHShopping e que estão indo em direção à PUC Minas Coração Eucarístico, passando pela Avenida Álvares Cabral e pelo Shopping Cidade. Porém, o intervalo de 10 a 14 minutos informado pela BHTrans para as faixa de horário entre 18 e 19 horas não é suficiente para atender ao grande número de passageiros nos pontos.

Usuários se antecipam na hora de dar o sinal, por receio de ser ignorados pelos motoristas - Foto: André Correia

Usuários se antecipam na hora de dar o sinal, por receio de serem ignorados pelos motoristas – Foto: André Correia

A jornalista Cristina Costa, moradora do bairro Padre Eustáquio, usa a linha 4110 todos os dias para ir e voltar do trabalho e já conhece todas as reclamações. “A linha deixa a desejar porque, geralmente, atrasa muito. Nem sempre eu consigo pegar o ônibus no mesmo horário, às vezes atrasa 15 minutos, e isso faz diferença para quem tem um compromisso”. Ela destaca ainda que o retorno para casa é a pior parte, pois no horário da noite os coletivos passam lotados, fazendo com que os usuários tenham que esperar ainda mais no ponto. “Já cheguei a ficar uma hora no ponto para conseguir entrar e muitas vezes não tem lugar pra sentar, ai é aquele desconforto”, aponta.

(mais…)

Segunda edição do Botecar começa na próxima quarta-feira

O festival Botecar, concurso que reúne 55 bares de várias regiões da capital mineira, começa na próxima quarta-feira (8), com o objetivo de retomar as raízes da cultura tradicional de botecos. Esta edição tem como tema a diversidade cultural mineira, homenageando 45 cidades através dos pratos participantes. Os proprietários foram convidados a criar receitas que utilizem alimentos 100% de raiz, com preços que variam entre R$ 15,90 e R$ 29,90.

Olívio Cardoso Filho, dono do Bar Estabelecimento e vencedor da primeira edição do Botecar

Olívio Cardoso Filho, dono do Bar Estabelecimento e vencedor da primeira edição do Botecar

Dois concursos são realizados durante o evento: a tradicional escolha do melhor prato e o concurso paralelo de melhor garçom do festival, chamado de ‘Chefia Camarada’. O atual campeão de melhor prato é o Bar Estabelecimento, que promete brigar por mais um título. Segundo o proprietário e cozinheiro Olívio Cardoso Filho, seu prato “pique-esconde”, um escondidinho de frango queimado no angu de milho verde e manjericão, remete à tradição de sua cidade natal, Campos Altos. “O angu de milho verde é uma tradição da cidade, das casas que frequento até hoje quando vou lá. Se eu for a Campos Altos e não comer angu de milho verde eu não volto feliz”, afirma.

(mais…)